Gurume Sentai Barayarō (Super Famicom)

Quando pensamos em jogos de Super Nintendo, temos alguns grandes exemplos de clássicos: F-Zero, Super Mario World, Donkey Kong Country e etc. Porém um dos gêneros que pouca gente lembra na plataforma é o beat’em up, mais famoso no console do seu concorrente, o Mega Drive.

Mas hoje vamos conhecer um curioso jogo de Super Famicom (SNES) que não teve medo em arriscar e hoje é lembrado por sua bizarrice similar ao dos também clássicos Cho Aniki, série que teve suas origens no console da NEC: PC-Engine e foi desenvolvido pelos mesmos desenvolvedores e Parodius, game que satiriza os grandes clássicos da Konami.

Gurume Sentai Barayarō é um jogo do gênero beat’em up exclusivo do Japão, lançado em 1995, desenvolvido pela Winds e publicado pela Virgin Interactive.

A história do jogo é muito similar a quase todos os jogos do gênero: No ano de 20XX, a cidade ‘Zeus Heaven Magic City’ conseguiu se recuperar das destruições nucleares causadas pela terceira guerra mundial, porém, a paz alcançada está ameaçada pela organização criminosa secreta Bath, que está aterrorizando a cidade e  roubando todo o estoque de proteínas dela (vamos ver a importância das proteínas mais tarde).

Para conseguir conter as forças da Bath, os lideres da cidade Zeus desenvolveram um projeto que tem como objetivo a criação da armadura perfeita, que nesse caso é alimentada por proteínas. Nascidos desse projeto temos 3 personagens: Bonjour, Mademoiselle e Très Bie, sendo cada um bem característico de jogos desse gênero.

gs03

Mesmo bebendo da fonte de muitos outros beat’em ups de sucesso, Gurume Sentai Barayarō consegue ainda trazer mecânicas nunca utilizadas em outros jogos do gênero, como a necessidade de cozinhar os ingredientes encontrados durante a troca de fases para conseguir recuperar sua saúde ou mesmo um botão dedicado para que os personagens realizem poses e tenham seus corpos esculturais ‘apreciados’ por jogadores mais animados.

Infelizmente (ou felizmente, dependendo do ponto de vista) esse jogo nunca foi lançado fora do Japão, talvez pelo simples fato de ter sido lançado no final da vida do Super Famicom ou por ter um conteúdo que dificilmente o mundo ocidental gosta.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com os anos o jogo ganhou o status de um ‘clássico cult’, sendo inclusive relançado em janeiro de 2018.

Este slideshow necessita de JavaScript.

E você, já conhecia Gurume Sentai Barayarō?

Curiosidade: dependo da dificuldade em que o jogador selecionar, a musica das fases e chefes sofre alteração também.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: