Rage Racer (PS1)

Sempre que pensamos em Ridge Racer, já nos vem a cabeça aquele jogo com pegada arcade e drifts insanos característicos da série. Porém, em seu terceiro jogo para o Playstation, a Namco trouxe algumas inovações e fez desse um dos melhores títulos da série.

Resultado de imagem para rage racer cover
Capa japonesa do game

Lançado no Japão no final de 1996 para o Playstation, Rage Racer é um jogo de corrida produzido e publicado pela Namco, e faz parte da famosa série de jogos Ridge Racer, que até hoje recebe novos títulos, mesmo que sem a euforia de antigamente.

O jogo se diferencia de seus antecessores por trazer pela primeira vez um sistema de progressão para a série: O jogador deve competir em diversos GPs para avançar no ranking e ganhar dinheiro (aqui chamados de eg) para melhorar seus veículos. Rage Racer também trás uma diferença nos gráficos da série, que aqui ficaram mais sérios.

Apesar de minima, essas diferenças já tornam o jogo um pouco mais  atrativo para jogadores que procuram uma experiencia um pouco mais sólida em jogos de corrida. Mesmo não sendo um simulador completo, o jogo agora deixava de lado um pouco da mecânica de arcade presentes em seus antecessores.

Como novidade, o jogo foi o primeiro da série a ter uma introdução totalmente feita em CGI que nos apresentou oficialmente a Reiko Nagase, personagem que seria deflagrado como mascote da série.

Ragercr_titlescreen
Tela de boas vindas de Rage Racer

Como era comum na época, Rage Racer não conta com uma grande variedade de circuitos: apenas 4 se não contarmos as variações de sentido; também possui 13 veículos diferentes de transmissão automática e manual que podiam ser adquiridos ao decorrer do jogo

Rage Racer é um jogo curto, e tem suas corridas divididas entre os GP regulares: que possuem 5 classes, cada uma mais difícil que a anterior; e o Extra GP: que possui 6 classes, sendo as 5 primeiras apenas uma variação com o sentido do circuito invertido. Embora seja um jogo curto, o seu fator de replay é altíssimo, pois por conta de como o jogo flui, você sempre irá voltar para mais um pouco.

Resultado de imagem para rage racer
Um dos principais diferencias do jogos era seu quesito gráfico, que tinha uma pegada mais ‘séria’
Outro ponto do jogo que vale destaque é sua trilha sonora: produzida e composta por Tetsukazu Nakanishi e Hiroshi Okubo ela segue a linha mais eletrônica, algo que estava em alta nos anos 90. Mesmo nunca tendo recebido um lançamento oficial, o CD do jogo pode ser reproduzido em players convencionais. A trilha também foi responsável pelo inicio da Namco Sound Team, banda da casa que viria a trabalhar em outros jogos da empresa.

Por conta de todos esses pontos, o jogo sempre muito bem recebido pelas criticas especializadas e com certeza fez parte da biblioteca de muitos gamers dos anos 90.

E você, já conhecia Rage Racer?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: