WonderSwan – O Filho Bastardo

O mundo dos portáteis quase sempre foi dominado pela Nintendo e seus consoles: Game & Watch, GameBoy, GameBoy Color, etc. Porém diversas foram as companhias que tentaram arrematar uma fatia deste mercado: SNK, Sega, Atari, NEC e muitas outras. Neste artigo vamos conhecer um pouco de um dos consoles que tentaram desbancar o GameBoy: O WonderSwan, console portátil da Bandai lançado exclusivamente no Japão.

Resultado de imagem para wonderswan logo

Como já vimos anteriormente no blog, a Bandai era uma companhia que já havia flertado com os videogames anteriormente (Pippin, Playdia, Tamagotchi, etc) e em 1997 decidiu buscar ajuda da empresa Koto Laboratory (fundada pelo “Pai” do GameBoy: Gunpei Yokoi) para lançar um console que iria bater de frente com o império da Nintendo e de seu GameBoy. Desta parceria nasceria o inovador WonderSwan, um console barato que rendia até 40 horas de jogatina com apenas uma pilha do tipo “AA”, totalmente ambidestro (algo visto até então apenas no desajeitado Lynx, da Atari), alimentado por um processador de 16-bit da NEC e tela monocromática em seu lançamento original. O console podia ser jogado tanto na vertical quanto na horizontal, por conta da disposição de seus botões.

Resultado de imagem para ワンダースワン

Lançado no dia 4 de março de 1999 no Japão pelo preço de ¥4,800, chegou disponível em 9 cores diferentes, além de 3 edições limitadas.

bandai06
Algumas das cores disponíveis do WonderSwan

Apesar de seus esforços ele ficou com apenas 8% das vendas de portáteis, um grande feito, se lembrarmos que a Nintendo e o seu GameBoy possuíam praticamente todo o mercado. Para combater a ascensão do GameBoy Color (lançado alguns meses antes do WonderSwan), foi lançado em 2000 o WonderSwan Color por ¥6,800, disponível em 5 cores, possui completa retrocompatibilidades com os jogos originais e também trazia a tão desejada ‘cor’ a tela do portátil. Foi um grande sucesso, vendendo 270,632 unidades em menos de 1 mês de lançamento, porém sofreu com o recente anuncio do GameBoy Advance, que seria lançado no ano seguinte com um hardware muito mais avançado.

Cores do WonderSwan Color

A ultima iteração do WonderSwan foi o SwanCrystal, lançado em Julho de 2002 por ¥7,800 (¥1,000 a menos do que o atual concorrente, o GameBoy Advance). Sendo uma atualização do WonderSwan Color, estava disponível em 4 cores, possuindo um visor LCD melhorado e 4 opções de ‘volume’ do áudio (contra as 3 dos consoles anteriores) era a alternativa top de linha dos consoles WonderSwan.

Resultado de imagem para SwanCrystal

O console também ganhou alguns acessórios bem peculiares para a época, como o MobileWonderGate, que permitia que o console se conectasse a internet através de um celular. O WonderWave, que dava ao console uma conectividade com o PocketStation (outro acessório obscuro para nós do ocidente e que com certeza será visto neste blog). O WonderBorg, um robô que pode ser controlado/programado diretamente pelo console ou por um PC e o WonderWitch, um kit de desenvolvimento para que os usuários finais pudessem programar (C) seus próprios jogos, vindos deste acessório, podemos citar o magnifico shmup Judgement Silversword e o RPG Dicing Knight., ambos os jogos ganharam uma versão física lançada pela Qute após ganharem o WonderWitch Grand Prix, basicamente um campeonato de desenvolvimento independente para o console.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Porém, como um console não sobrevive apenas de hardware, a Bandai também contava com parcerias que garantiram ótimos jogos para o console: Namco, Capcom, Banpresto, Squaresoft, Taito, etc. Isso fez com que ele recebesse diversos games destas produtoras, como: Final Fantasy, Mega Man, Space Invaders e muitos outros baseados em animes da época. Por ser um console exclusivamente japonês ele possui uma infinidade de RPGs que infelizmente não podem ser apreciados em seus formatos originais por pessoas que não são nativas ou não tem uma média compreensão da língua japonesa. De todos os jogos lançados (mais de 100 títulos) para o sistema, vale a pena citar:

Puzzle Bobble (1999, Sunsoft)

Resultado de imagem para puzzle bobble wonderswan

Gunpey (1999, Bandai)

130955-gunpey-wonderswan-front-cover

Buffers Evolution (1999, Bandai)

Resultado de imagem para Buffers Evolution

Na minha opinião o console tinha muito poder para competir com o GameBoy, sendo uma versão mais barata e com games que podiam bater de frente com as grandes séries da Nintendo, mas ao chegar tarde para a festa e também lançar um hardware que já estava começando a ficar defasado, ele perdeu muita visibilidade também. Talvez se o console tivesse sido localizado para outros países (principalmente países de baixa renda) a história poderia ter sido diferente.

Resultado de imagem para wonderswan

Mesmo contando com ótimos jogos e um bom numero de vendas (3,5 milhões de unidades entre as 3 versões) o console foi descontinuado em 2003 pela Bandai por não conseguir competir com o GameBoy Advance.

E você, já conhecia o WonderSwan?

Curiosidades: No ano de 2000 a Bandai fechou parceria com a Mattel para trazer o console para o ocidente, porém acabou voltando atrás na decisão.

O WonderSwan seria o ultimo projeto de console que Gunpei Yokoi iria participar antes de sua morte em 1997, infelizmente ele não estava presente para ver o relativo sucesso de sua criação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: